sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Anke Merzbach




De Salvamentos

nestas águas em que
tu te afogas

Eu navego.
( ensaios)

avisto à contrapelo
a prôa autômata
que te rouba o pôr-do-sol

Paisagens ao crepúsculo
te escondem a beleza
de um Outro
despertar

Vá e te afogas...
Salva-te.

Ana Paula Perissé*



Um comentário:

Analuka disse...

Caríssima Ana Paula!
Aprecio muito o trabalho deste artista cuja imagem apresentas aqui... e teu poema está especialmente encantador! Venho para deixar abraços alados, e beijos pintados, nesta tarde chuvosa de verão, em meio ao carnaval e suas folias ou viagens íntimas...